LilySlim Weight loss tickers

76 kg falta apenas 1 kg
Q minhas asas alcancem meus sonhos

domingo, 29 de janeiro de 2012

Comprinhas

Ontem fui comprar minhas coisinhas, peguei a meia compressiva 7/8 paguei R$132,00, peguei mais um pijaminha q faltava, algumas calcinhas, meus sucos (orgânicos, sem adição de açucar), minha água de coco, gatorades, chá, leite desnatado fortificado, yogurt, gelatinas diet e o pote de proteína, comprei um outro aquele resouce proteim q a médica pediu custa 70 reais e dá p 10 dias só. Domingo q vem minha sogra passa no mercado p comprar carne, legumes e frutas, pega tudo fresquinho. Encomendei p um primo do meu marido q mora nos EUA um centrum c 365 caps, gente saí uns 50 reais, caramba aqui no Brasil está mais de 100 reais um c 60 caps. Mas dá p comprar pelo site ebay, mas demora uns 30 dias p chegar.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Aiii Aiii


Tem horas q o frio na barriga aumenta, tento não pensar muito, mas as vezes me pego pensativa e se olho p carinha da minha filha não aguento e as lágrimas rolam...ufa. Não vejo a hora disso tudo acabar (bem). Não quero me abalar, já q o Le anda receoso.

Acho q o psicológico tem me afetado, já tem um tempo q por incrível q pareça tenho sentido algumas coisas diferentes no meu corpo. Tipo...outro dia me deu tanto gazes q até estranhei, algo fora do normal, outro dia passei o dia inteiro passando mau, c ânsia e fraquesa. Teve uma vez q tive uma dor estranha no estômago. Outra vez passei o dia arrotanto c refluxo e sensação de peso no estômago. GENTE APESAR DA GASTRITE NUNCA TIVE ESSES SINTOMAS.

Sempre ouvi falar q certas dores eram psicológicas (e eu achava q era frescura das pessoas, isso sim...) acho q estou pagando  minha lingua. Depois da cirurgia descubro se algo q senti era parecido, o jeito é esperar e tentar ficar tranquila.

A pior parte será dar tchau p minha filhota, ela vai dormir na casa da avó na noite anterior, o Le estará comigo, tadinho não queria q ele ficasse lá sozinho.

AGORA FALTA POUCO SEXTA Q VEM SERÁ O MEU DIA

Meninas obrigada pelo carinho, são as experiências de vcs q me enchem de força. O amor de família q me enche de vida.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

DEZarrobas - ESSE MENINO É UM BARATO

Receitas

esse site tbm é bem legal http://receitasbariatricas.blogspot.com.br/

outro site http://www.hcpa.ufrgs.br/downloads/Comunicacao/volume_24_-_receitas_cirurgia_bariatrica.pdf

mais um http://pt.scribd.com/doc/74649192/Volume-24-Receitas-Cirurgia-Bariatrica-Sopas-e-Caldos


outro http://alimentacaosaudeeboaforma.blogspot.com.br/
***SUCO NATURAL

SUGESTÕES:

- Suco de Laranja + 4 MORANGOS + ¼ AMEIXA + ¼ MAÇÃ + uma colher pequena de MAMÃO

- Suco de Laranja + 4 MORANGOS + 2 rodelas ABACAXI + ¼ MAÇÃ + uma colher pequena de MAMÃO

- Suco de Laranja+ ¼ pêssego + 2 rodelas ABACAXI + ¼ AMEIXA + ¼ KIWI

- Suco de Laranja + ¼ KIWI + uma colher pequena de MAMÃO + 4 MORANGOS

- Suco de Laranja + ¼ pêssego + ¼ maçã + 1 colher de suco congelado de ACEROLA

- Suco de Laranja + ¼ maçã + 4 morangos+ 1 colher de suco congelado de ACEROLA

Blog do limão para limonada




***Sopas


Sopa Liquida 1
3 batatas
3 cenouras ou abóbora
água
01 bife magro
... 1 colher sobremesa de azeite
Preparação:
Frite a carne na panela de pressão, coloque  as batatas e as cenouras ou a abóbora  partidas aos pedaços na panela de pressão, colocar a água de acordo com o dieta liquida ou semi liquida , deixe cozinhar e toma somente o caldo dos legumes, passados pela peneira fina. PODE SER TOMADO DEPOIS NA FASE SEM PENEIRAR TB....

Sopa Liquida 2
1 "bife" pequeno sem gorduras
3 batatas baroa
1 cebolinha
2 mandioca/macaxeiras
1/4  nabo
4 folhas de alface
água
1 colher sobremesa de azeite
Preparação:
colocar o bife aos pedaços para fritar, junte os outros ingredientes aos pedaços e água, deixe cozinhar e tome somente o caldo peneirado. PODE SER TOMADO DEPOIS NA FASE SEM PENEIRAR TB....

Caldode legumes 1
1 batata 1 cenoura  1 inhame   meia cebola  2 dentes de alhos 1 pedaco de carne sem gordura ( cortada em cubinhos)
Modo de Preparo..
Em uma panela de pressão coloque um fiozinho de azeite doure a cebola e o alho.Acrescente a carne em cubinhos deixe fritar bem. Acrescente os legumes picadinhos e deixe fritar mais um pouquinho.Acrescente agua filtrada e tampe a panela. Depois q pegar precao deixe cozinhar por aproximadamente 5 min.Tire os legumes e a carne. Pegue o caldo passe em uma peneira bem fina.PODE SER TOMADO DEPOIS NA FASE SEM PENEIRAR TB....

Caldo de legumes 2
Ingredientes
1 batata  1 mandioquinha (batata baroa) 1 pedaço de abobora  ½  cebola 2 dentes de alho, cebolinha e salsinha 1 pedaco de carne sem gordura ( cortada em cubinhos)
Modo de Preparo..
Em uma panela de pressão coloque um fiozinho de azeite doure a cebola e o alho.Acrescente a carne em cubinhos deixe fritar bem. Acrescente os legumes picadinhos e deixe fritar mais um pouquinho, coloque os cheiros verdes.Acrescente agua filtrada e tampe a panela. Depois q pegar precao deixe cozinhar por aproximadamente 05 min.Tire os legumes e a carne. Pegue o caldo passe em uma peneira bem fina ou um coador. PODE SER TOMADO DEPOIS NA FASE SEM PENEIRAR TB....

Caldo de Feijão
1 xícara de chá de feijão cozido
1 xícara de água
1 colherzinha de sobremesa de azeite de oliva
2 dentes de alho descascados e picados
1/2 cebola picada
sal a gosto
1 colher de sopa de cebolinha verde/salsinha picada
Bata o  feijão com os demais ingredientes, no liquidificador  até o mesmo estar liquido. Depois passe na  peneira fina. Em uma vasilha colocar o caldo e deixar cozinhando por uns minutinho; verifique os temperos/água  caso precise coloque mais.Sirva bem quentinho.
Modo de preparo
Leve ao fogo o peito de frango com os demais ingredientes cortados, em pedaços bem pequenos.
Deixe cozinhar.


***Pastosa

1. PAPINHA DE CARNE, ABÓBORA, BATATA E COUVE
- 1 colher de sobremesa de óleo vegetal
- 1 colher de chá de cebola picada
... - 2 colheres de sopa de carne moída
- 1 batata pequena cortada em cubos pequenos
- 2 colheres de sopa de abóbora cortada em cubos pequenos
-2 colheres de sopa de couve picada
 Em uma panela, aqueça o óleo e refogue a cebola e a carne moída. Acrescente em seguida a batata e a abóbora. Cubra com água, tampe a panela e cozinhe até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Junte a couve e cozinhe por mais 5 minutos. Amasse todos os ingredientes com um garfo e sirva.

2. PAPINHA DE CARNE, BATATA, BETERRABA E COUVE-FLOR

- 1 colher de sobremesa de óleo vegetal
- 1 colher de chá de cebola picada
- 2 colheres de sopa de carne moída
- 1 batata pequena cortada em cubos pequenos
- ½ beterraba pequena cortada em cubos pequenos
- 2 colheres de sopa de couve-flor picada
Em uma panela, aqueça o óleo e refogue a cebola e a carne moída. Acrescente em seguida a batata e a beterraba. Cubra com água, tampe a panela e cozinhe até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Junte a couve-flor e cozinhe or mais 5 minutos. Amasse todos os ingredientes com um garfo e sirva.

3. PAPINHA DE CARNE, FEIJÃO, MACARRÃO, ABÓBORA E BRÓCOLIS

- 1 colher de sobremesa de óleo vegetal
- 1 colher de chá de cebola picada
- 2 colheres de sopa de carne moída
- 2 colheres de sopa de feijão cozido com caldo
- 1 colher de sopa de macarrão para sopa
- 3 colheres de sopa de abóbora picada em cubos
- 2 colheres de sopa de brócolis picados
 Em uma panela, aqueça o óleo e refogue a cebola e a carne moída. Acrescente em seguida a abóbora e o macarrão. Cubra com água. Tampe a panela e cozinhe até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Junte o feijão e os brócolis e cozinhe por mais 5 minutos. Amasse todos os ingredientes com um garfo e sirva.

 4. PAPINHA DE FRANGO, MANDIOQUINHA, BETERRABA E ESCAROLA

- 1 colher de sobremesa de óleo vegetal
- 1 colher de chá de cebola picada
- 2 colheres de sopa de frango cortado em cubos pequenos
- 1 mandioquinha pequena cortada em cubos
- ½ beterraba pequena cortada em cubos
- 2 colheres de sopa de escarola picada
Em uma panela, aqueça o óleo e refogue a cebola e o frango. Acrescente em seguida a mandioquinha e a beterraba. Cubra com água. Tampe a panela e cozinhe até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Junte a escarola e cozinhe por mais 5 minutos. Amasse todos os ingredientes com um garfo e sirva.

5. PAPINHA DE CARNE, FUBÁ, CENOURA E COUVE

- 1 colher de sobremesa de óleo vegetal
- 1 colher de chá de cebola picada
- 2 colheres de sopa de carne moída
- 2 colheres de sopa de fubá
- ½ cenoura pequena picada em cubos
- 2 colheres de sopa de couve picada
½ xícara de chá de água filtrada
Numa panela, aqueça o óleo e refogue a cebola e a carne moída. Acrescente em seguida a cenoura e cubra com água. Tampe a panela e cozinhe até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Acrescente a água fria e o fubá. Deixe cozinhar, sem parar de mexer até que o caldo fique encorpado. Junte a couve e cozinhe por mais 5 minutos. Se necessário, acrescente mais água. Amasse todos os ingredientes com um garfo  sirva.

  6. PAPINHA DE FRANGO, BATATA, BETERRABA, CHUCHU E ACELGA

- 1 colher de sobremesa de óleo vegetal
- 1 colher de chá de cebola picada
- 2 colheres de sopa de frango cortado em cubos pequenos
- ½ batata pequena cortada em cubos
- 2 colheres de sopa de beterraba cortada em cubos
- 2 colheres de sopa de chuchu cortado em cubos
- 2 colheres de sopa de acelga picada
 Em uma panela, aqueça o óleo e refogue a cebola e o frango. Acrescente em seguida a batata, a beterraba e o chuchu. Cubra com água. Tampe a panela e cozinhe até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Junte a acelga e cozinhe por mais 5 minutos. Amasse todos os ingredientes com um garfo e sirva.

 7. PAPINHA DE FRANGO, ARROZ, ERVILHA, CENOURA E ESPINAFRE

- 1 colher de sobremesa de óleo vegetal
- 1 colher de chá de cebola picada
- 2 colheres de sopa de frango cortado em cubos pequenos
- 1 colher de sopa de arroz cru lavado
- 1 colher de sopa de ervilha fresca
- ½ cenoura pequena picada em cubos
- 2 colheres de sopa de espinafre picado
 Em uma panela, aqueça o óleo e refogue a cebola e o frango. Acrescente em seguida o arroz, a ervilha e a cenoura. Cubra com água. Tampe a panela e cozinhe até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Junte o espinafre e cozinhe por mais 5 minutos. Amasse todos os ingredientes com um garfo e sirva.

 8. PAPINHA DE FRANGO, ABÓBORA, MACARRÃO, ERVILHA E COUVE-FLOR

- 1 colher de sobremesa de óleo vegetal
- 2 colheres de sopa de frango cortado em cubos pequenos
- 1 colher de chá de cebola picada
- 3 colheres de sopa de abóbora picada
- 1 colher de sopa de macarrão para sopa
- 2 colheres de sopa de ervilha fresca
- 2 colheres de sopa de couve-flor picada
 Em uma panela, aqueça o óleo e refogue a cebola e o frango. Acrescente em seguida a abóbora, a ervilha e o macarrão. Cubra com água, tampe a panela e cozinhe até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Junte a couve-flor e cozinhe por mais 5 a 10 minutos. Amasse todos os ingredientes com um garfo e sirva.

 9. PAPINHA DE CARNE, MANDIOQUINHA, CENOURA E COUVE

- 1 colher de sobremesa de óleo vegetal
- 1 colher de chá de cebola picada
- 2 colheres de sopa de carne moída
- 1 mandioquinha pequena cortada em cubos pequenos
- ½ cenoura pequena cortada em cubos pequenos
- 2 colheres de sopa de couve picada
 Em uma panela, aqueça o óleo e refogue a cebola e a carne moída. Acrescente em seguida a mandioquinha e a cenoura. Cubra com água, tampe a panela e cozinhe até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Junte a couve e cozinhe por mais 5 minutos. Amasse todos os ingredientes com um garfo e sirva.

 10. PUREZINHO DE CHUCHU E CENOURA

- 1 colher de chá de óleo vegetal
- 1 colher de chá de cebola picada
- ½ chuchu pequeno cortado em cubos pequenos
- ½ cenoura pequena cortada em cubos pequenos
 Em uma panela, aqueça o óleo e refogue a cebola. Acrescente em seguida o chuchu e a cenoura. Cubra com água, tampe a panela e cozinhe em fogo baixo até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Amasse todos os ingredientes com um garfo.

11.Papinha de batata-doce c/ banana

Cozinhe o inhame e a batata-doce.
Amasse misturando com uma banana, mexendo bem até formar um creme.

12. Papinha de inhame c/ manga

2 inhames pequenos
1/2 manga.
Bata o inhame com a manga no liquidificador até virar um creme.

13.Papinha de Manga c/ banana, aveia e linhaça

1/4 manga média
1/4 banana madura
1/2 colher sopa de aveia em flocos
1/4 colher café de linhaça hidratada (opcional)
Amasse a banana e misture com a aveia., Bata a manga com a aveia e a linhaça até formar um creme, depois misture com a banana amassada.

14.Papinha de banana c/ iogurte

30 ml de iogurte natural caseiro
1/2 banana em pedaços
Amasse a banana e misture com o iogurte ás colheradas.
Pode colocar sustagen em pó para dar mais sabor.
Outras frutas podem ser usadas para misturar com o iogurte fazendo papinha de iogurte com mamão, papinha de iogurte com morangos ,  iogurte com manga, iogurte com caqui, etc.

15. Papinha de inhame c/ banana e chocolate

1 inhame cozido
1/2 banana madura
1/4 colher de sustagen/whey protein/nuten
Faça um purê do inhame, utilizando água para amassar. Misture com o pó e a banana amassada ou peneirada.

16.Papinha de aveia c/ banana

Faça um mingau de aveia c/ água
2 colheres aveia  para 1 copo de água
Amasse uma banana ou raspe outra fruta no prato.
Reserve.
Misture o mingau quando estiver pronto.
Pode colocar pó  para dar um sabor de chocolate, misturado com banana ele perde o gosto amargo.

17. Mousse de inhame com ameixa

2 (chá) de ameixa seca cozidas com canela
2 (chá) de inhame cozidos e amassados
Coloque os ingredientes no liquidificador e bata bem.
Pode usar também maçã ou banana.

18. Papinha de Abacaxi com inhame

1 copo de abacaxi em cubos médios
1 inhame
Bata o abacaxi com o inhame até formar um creme.

19.Papinha de iogurte com Manga e banana

1 manga cortada em cubos grandes
1/2 banana
1/2 copo de iogurte natural
Bata o iogurte com a manga. Amasse bem a banana e misture tudo
Se quiser consistência de mousse coloque  1 inhame cozido.

20.Papinha de banana com morangos

1 banana em rodelas
1 / 2 xícara de morangos
Bata bem. Prontinho!

21.Papinha de maçã com banana

1  banana amassada
1/2 xicara de purê de maçã (cozinhe á vapor , depois peneire)
Misture tudo. Prontinho!

22.Papinha de maçã com banana e iogurte

1  banana amassada
1/2 xicara de purê de maçã (cozinhe á vapor , depois peneire)
25ml de iogurte
Misture tudo. Prontinho!

23.Papinha creme de milho

1 xícara de milho verde debulhado cozido.
2 colheres de sopa de fubá
100ml água
Bata o milho com a água. Coe. Dissolva o fubá nesse suco e leve ao fogo. Mexa até formar um mingau. Polvilhe canela.

24.Polentinha/ angu

3 colheres de sopa de fubá
250ml de leite  e gotas de baunilha
Amasse uma banana no prato até virar pasta. Misture com o angu ainda quente.



***  SOPAS PARA FASES NORMAIS

SOPA DE ABÓBORA COM MAÇÃS VERDES E CAMARÕES
INGREDIENTES
4 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 cebola picada
2 maçãs verdes picadas (sem casca e sem sementes)
1 maçã verde em fatias finas para decorar
1/2 colher (café) de noz moscada
1 pitada de pimenta da jamaica
1 pitada de canela moída
5 xícaras (chá) de abóbora japonesa sem casca e sem sementes picada
6 xícaras (chá) de caldo de galinha
Sal e pimenta do reino a gosto
24 camarões médios limpos
Refogue a cebola em duas colheres (sopa) de azeite. Acrescente a abóbora e as maçãs. Junte o caldo e os temperos
Deixe ferver, abaixe o fogo e cozinhe até a abóbora ficar macia. Bata no liquidificador e volte o creme para a panela
Confira a espessura e os temperos e se estiver muito espessa acrescente mais caldo. Doure os camarões em 2 colheres (sopa) de azeite Sirva quente e decore os pratos com os camarões e as fatias de maçã

SOPA CANADENSE DE ERVILHAS
450 gramas de ervilhas secas
1 osso de pernil
4 litros de água
3 dentes de alho picado
3 talos de aipo picado
2 cenouras picadas
225 gramas de presunto picado
1/2 colher de chá pimenta-do-reino
Deixe as ervilhas de molho de um dia para o outro ou por 8 horas. Coloque numa panela grande, adicione o osso de pernil e cubra com água. Cozinhe até que levante fervura. Reduza o fogo e junte os vegetais. Cozinhe por 3 ½ horas. Retire o osso, adicione o presunto e deixe no fogo por mais 15 minutos. Prove e adicione sal se necessário. Sirva quente.

CREME DE ABÓBORA E GENGIBRE
3 colheres (sopa) de azeite extra virgem
½ cebola média picada (70 g)
2 talos de salsão picados bem finos (90 g)
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 abóbora cabocha (1,2 kg) cortada em pedaços grandes
2 colheres (sopa) de gengibre ralado, noz-moscada e pimenta-do-reino recém-moídas a gosto
1. Em uma panela funda aqueça o azeite e refogue a cebola e o salsão até que fiquem transparentes. Junte a farinha, mexendo bem, até que forme uma pasta.
2. Acrescente a abóbora e refogue por mais 5 minutos. Junte 1 litro de água e cozinhe até que a abóbora esteja macia.
3. Bata a mistura no liquidificador, despeje novamente na panela e adicione o gengibre. Tempere com sal, noz-moscada e pimenta-do-reino.
4. Sirva quente em uma Sopeira Duralex®, acompanhada de fatias de pão italiano.

CAPELETTI EM BRODO DE LEGUMES
2 colheres (sopa) de azeite extra virgem (26 ml)
1 cebola média em cubos (150 g)
1 cenoura grande em cubos pequenos (160 g)
1 talo de salsão em cubos pequenos (80 g)
6 xícaras (chá) de caldo de legumes (1,2 l)
250 g de capeletti de carne
Sal a gosto
Folhas de 6 ramos de tomilho
Aqueça o azeite em fogo médio, em seguida acrescente a cebola e refogue por 2 minutos ou até ficar murcha. Adicione a cenoura e o salsão e refogue por mais 3 minutos. Junte o caldo de legumes e a massa e ferva por 10 minutos. Tempere com o sal e prove. Se necessário ajuste o sal. Polvilhe por cima o tomilho e sirva em uma Sopeira

SOPA PISTOU
8 xícaras (chá) de caldo de legumes (1,6 l)
1 alho-poró em tiras finas (110 g)
1 cenoura grande em cubos (160 g)
3 mandioquinhas em cubos (200 g)
2 abobrinhas médias em triângulos (330 g)
2 tomates médios sem sementes em cubos (340 g)
2 xícaras (chá) de feijão branco cozido (250 g)
Molho Pesto:
2 xícaras (chá) bem cheias de folhas de manjericão lavadas
½ xícara de azeite de oliva (100 ml)
3 castanhas-do-Pará (12 g)
2 dentes de alho
100 g de parmesão ralado
Sal a gosto
Sopa: Leve o caldo de legumes, o alho-poró, a cenoura e as mandioquinhas para ferver e deixe cozinhar por 20 minutos em fogo baixo. Acrescente os outros ingredientes da sopa e ferva por mais 10 minutos. No final desse tempo, prove o tempero e, se necessário, ajuste com sal.
Molho pesto: bata todos os ingredientes no processador até formar uma pasta.
Sirva a sopa em uma Sopeira Duralex® com o molho pesto por cima.

CANJA DA MAMÃE
3 litros de água
1 peito de frango
1 cebola picada
2 dentes de alho picados
1 folha de louro
1 colher (sobremesa) de sal
2 cenouras cortadas em cubos pequenos
2 batatas descascadas e cortadas em cubos pequenos
Orégano a gosto
½ embalagem de macarrão de sêmola com ovos Dona Benta Espaguetinho
Em uma panela, coloque a água, o frango, a cebola, o alho, o louro, o sal e cozinhe em fogo médio até a carne estar macia. Retire o frango, desfie e reserve. Adicione ao caldo restante a cenoura e a batata, cozinhando por mais 10 minutos. Acrescente o orégano, o frango reservado e o macarrão.Espaguetinho quebrado em 4 partes. Cozinhe até o macarrão estar no ponto desejado, corrija o tempero, se necessário, e sirva.

CREME DE MANDIOQUINHA COM CARNE
2 xícaras (chá) de CARNE  cortado em cubos pequenos
1 colher (sopa) de margarina
½ cebola picada
1 kg de mandioquinha descascada e cortada em cubos
10 xícaras (chá) de caldo de frango (2,5l)
Sal a gosto
1 xícara (chá) de macarrão de sêmola com ovos  Ave Maria
Noz moscada a gosto
Modo de preparo: Frite A CARNE até dourar bem, escorra e deixe sobre papel absorvente para secar. Derreta a margarina em uma panela, refogue a cebola até ficar transparente e adicione a mandioquinha. Frite por 1 minuto, adicione o caldo de frango, tempere com sal e cozinhe até a mandioquinha ficar macia. Bata a mistura no liquidificador até obter um creme. Volte para a panela, coloque a carne frita espere ferver e adicione o macarrão Ave Maria, cozinhando até ficar na consistência desejada. Tempere com noz moscadae sirva.

SOPA A MODA ORIENTAL
1 colher (sopa) de óleo
400g de peito de frango cortado em cubos
½ colher (sopa) de sal
2 xícaras (chá) de acelga fatiada
1 cenoura grande ralada grossa
8 xícaras (chá) de água
2 tabletes de caldo de carne
4 colheres (sopa) de molho de soja
½ embalagem de macarrão de sêmola com ovos Espaguetinho
¾ xícara (chá) de cebolinha fresca picada
Modo de preparo: Em uma panela, aqueça o óleo e frite o frango temperado com sal até dourar. Acrescente a acelga, a cenoura e refogue até começar a murchar. Junte a água, o caldo de carne, o molho de soja e cozinhe por 5 minutos. Quebre o macarrão espaguetinho em 3 partes e acrescente ao caldo fervente. Cozinhe até o macarrão ficar macio, desligue, acrescente a cebolinha e sirva.

SOPA CREMOSA DE COUVE-FLOR
1 maço de couve-flor (só os buquês)
3 colheres (sopa) de margarina
1 cebola picada
3 colheres (sopa) de farinha de trigo tradicional
4 xícaras (chá) de leite
2 xícaras (chá) de água
1 tablete de caldo de galinha
Sal e noz moscada ralada a gosto
1 ½ xícara (chá) de macarrão de sêmola Ave Maria
½ xícara (chá) de creme de leite
2 colheres (sopa) de cebolinha picada
Cozinhe a couve-flor em água abundante até ficar macia, escorra e reserve. Em uma panela, derreta a margarina, junte a cebola e refogue até ficar transparente. Polvilhe a farinha e mexa até formar uma pasta. Adicione o leite e mexa bem para não empelotar. Em seguida, acrescente a água, o caldo de galinha, a couve-flor reservada e tempere com sal e noz moscada a gosto. Deixe cozinhar em fogo brando por 5 minutos. Bata a mistura no liquidificador até obter consistência de creme, volte para a panela, espere ferver e acrescente o macarrão  Ave Maria, cozinhando até ficar macio. Finalize com o creme de leite e salpique a cebolinha.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Ginecologista



Gente tudo bem a minha colposcopia e o ultrasom trans, apesar de falar tudo aquilo
o q conta são as imagem, (está tudo bonitinho) assim diz o médico.
ADOREI O MEU MÉDICO, ELE É UM AMOR, PENA Q É MENINO RSRS
Mas p ver os exames e medicar...blz, agora p fazer exames não rola (morro de vergonha).
O pior eu não contei, nesse ultimo exame q marquei foi no laboratório, e adivinhem...
era um médico...ai q raiva, entrei morrendo de vergonha, nem tinha como desistir, pq precisava desse exame o mais rápido, fui c a cara e a coragem. Depois q entrei relaxei (bem pouquinho) o médico me parecia ser gay...ufa rsrs. Mas não faria exame c o Dr Augusto, isso pq adorei ele (vai entender né rsrs).

MINHA CIRURGIA NÃO SERÁ ADIADA HEHEHE
não tenho mais inflamação

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Perícia

Qual será o resultado disso?
Agora é só esperar a liberação do convênio.
A médica ficou c cópia dos meus documentos e laudos,nem subi na balança, ela deu uma olhadinha no meu raio X, no exame de sangue, e perguntou como é a minha vida, como foi a minha infância blá blá blá...Se fiz reeducação, atividades e remédios. Para fechar c chave de ouro ela me disse q as pessoas querem perder 50 kg rapidinho, e q se eu fizesse o caminha inverso...explicando, se eu perdesse 5kg por ano, perderia o q eu ganhei nos ultimos 10 anos.
XÁ PRA LÁ melhor nem comentar, o duro foi dar um sorrisinho amarelo e segurar a lingua dentro da boca.
(Vai tomar no narizzzzz)

Amanhã tenho ginecologista vamos ver o q ele vai dizer, tenho 10 dias p tratar isso, caso contrário minha cirurgia será adiada.

Não entendi o pq, mas a médica da perícia perguntou sobre meus exames ginecológicos, se estava tudo bem, disse q sim fiz alguns exames de rotina, mas não contei q estva c uma inflamação alta, minha gastro já disse q se não melhorar vai adiar pq a minha imunidade vai ficar baixa, e não posso ter esse tipo de problema.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Perícia marcada


Perícia marcada p segunda-feira... ai socorro isso não acaba... caramba o cara me liga hj marcando e pediu dois relatórios a mais, um é p o titular e o outro p a psicóloga, já liguei pedindo p ela. Seja o q Deus quiser.

Alameda Santos as 09:30

Xiii...

 AGUENTA CORAÇÃO

Aiii gente acho q a minha cirurgia será adiada, fiz uma colposcopía em Dezembro deu uma inflamação, fui medicada e fui refazer o exame, deu o mesmo resultado q o anterior, e o ultra-som deu alguma  coisa. Minha médica disse q se essa inflamação continuasse teria q adiar p tratar isso primeiro, pq depois da cirurgia a imunidade abaixa, então preciso estar bem.


Colpocitologia
Avaliação da amostra - Satisfatória para avaliação diagnóstica.
Microbiologia - flora bacilar
Avaliação Hormonal - Avaliação prejudicada devido a alterações inflamatórias.
Diagnóstico - Negativa para células neoplásicas. Presença de alterações celulares reativas ou reparativas em células escamosas.


ulta-sonografia
Opinião - Útero de volume aumentado com alteração textural miometrial difusa e pequenas imagens císticas de permeio. Dentre os possíveis diferenciais o mais frequentemente associado a este padrão ultra-sonográfico são adenomioses.

ALGUÉM ME PASSA UM SITE DE LAYOUT (TEMPLATE) QUERO UM NOVO E NÃO ACHEI NADA LEGAL...BJS MENINAS

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Meus amores...Minha vida...





Entrevista

Ontem participei de um entrevista sobre cirurgia bariátrica. Ele queria saber o q eu sei sobre os procedimentos, e me mostrou duas novas técnicas q já é usada nos USA, e chegará no Brasil daqui a um ano. Uma seria  umas pregas feita no estômago diminuindo ele na parte de cima, a outra é um material colocado no entestino, é como se colocassem uma mangueira flexível, assim o alimento passaria por ele. As duas técnicas são feitas por endoscopía, e a pessoa volta pra casa no mesmo dia. Achei interessante, mas nunca li nada sobre isso, logo logo tem coisa  nova... PLICATURA E FORRO INTESTINAL

Minha dieta

 NA SEMANA DA CIRURGIA

Olá Alexandra, sugiro então que coma de 3 em 3 horas, 4 frutas ao dia, evite doces e refrigerantes, para seu corpo se acostumar. Não precisamos ser tão restritivos nessa hora, mas é bom se acostumar a comer várias vezes por dia, e aumentar a quantidade de reservatório de vitaminas e minerais (por isso a quantidade de frutas). Sugiro também que coma carne vermelha pelo menos uma vez ao dia até o dia 3, e beba 2 litros de água por dia. (aumentando estoques de Ferro e Zinco)
No dia da cirurgia, você fará um jejum que deixará seu organismo pronto para ser "mexido".
Se tiver mais qualquer dúvida, entre em contato.
Abraços
Karine
Nutricionista 

Dieta Líquida: Durante 2 (duas) semanas após a cirurgia... MAS POR CAUSA DA FÍSTULA FIQUEI 30 DIAS NA LIQ
- Sucos dietéticos ou naturais
- Leite e iogurtes desnatados
- Chá sem açúcar (erva doce, hortelã, camomila, etc.)
- Sopas (caldos magros com peito de frango ou carne magra) Ex.: Patinho / Lagarto, Legumes (cenoura, vagem, chuchu, batata ou mandioquinha ou cará ou mandioca  e outros tipos de legumes), acrescente temperos. Beber o caldo coado. Não liquidificar.
- Água de coco , Gatorade, Gelatina
- Caldo de feijão
- Usar óleo de canola ou azeite (1 colher de sobremesa)
- Albumina em pó ou Resource Protein (2 colheres de sopa ao dia). Diluir no suco ou sopa (suplementação que precisa comprar, ou em farmácias, ou em lojas de suplementos para esporte, Para garantir su aporte de proteína)

Recomendações:
- Beber pequenos goles
- Beber 2 a 3 litros de água ao dia
- Evitar bebida com gás
Exemplo de Planejamento Nutricional: Ingerir líquidos de hora em hora. Pouca quantidade. 
8h: iogurtes desnatados
9h: Gatorade
10h: suco de maçã
11h: suco de mamão
12h: sopa
13h: água de coco
14h: gelatina
15h: leite
16h: chá
17h: Gatorade
18h: sopa
19h: sopa
20h: suco com albumina
21h: chá


http://www.nutricionistainfantil.blogspot.com/


15 DIAS DIETA LIQUIDIFICADA

frutas amassadas, assadas ou raspada
queijo branco
pão de forma
clara de ovo
sopa liquidificada
torrada
requeijão ou margarina

100 ml a 150 ml


Gabrielle

DIETA PASTOSA - 15 dias

Agora posso comer purê, arroz papa, feijão e macarrão cabelinho de anjo
Suflê de legumes e verduras
carne moída, frango desfiado, peixe e fígado (eca)
legumes cozidos
verduras cozidas
feijão, lentilha e ervilha
e frutas picadas

Gabrielle

DIETA CONSISTENCIA NORMAL - branda 30 dias

frutas 3 a 4 vezes por dia
verduras e legumes 2 vezes ao dia crus ou cozidos
feijão, lentilha ou soja 2 vezes ao dia
carne verm, frango ou peixe 2 vezes ao dia
fígado 1 vez ao dia
ovo cozido 3 vezes por semana - clara cozida pode ser diariamente
leite e derivados - magros 2 a 3 vezes ao dia
pães e bolachas salgadas 1 a 2 vezes ao dia
arroz, batata ou macarrão 2 vezes ao dia
suco natural e água a vontade
vitamina e proteína diariamente

arroz integral só depois desses 30 dias

evitar doces, frituras embutidos, refrigerantes e comida apimentada,

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Cirurgia marcada

24 de agosto de 2011 - niver da Saah


Cirurgia marcada p o dia 03 de fevereiro as 15:00, darei entrada no Hosp Beneficência Portuguesa as 09:00, saída prevista p o dia 06. Dieta por uma semana (tenho q ligar na minha nutricionista), e jejum a partir da meia noite. Terei q tomar um remedio 20 dias antes (será por dois meses) p a esofagite. Quinta faço novamente a colposcopia p saber se a inflamação acabou (tomara) senão terei q adiar a cirurgias, daí será p depois do carnaval. Maridão balancou, a doutora deu uma saidinha e ele estava c os olhos cheio de lágrimas.Um dia antes sairá (a aprovação do convênio) deve ser p me deixar mais ansiosa ainda.

Dr Cinara: Fobi-Capella sem anel c desvio, ficarei c dreno de 7 a 10 dias
imc 42 - 115 kg  - 1,64 - manequim 52 - 35 anos

QUE DEUS ME PROTEJA

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

NOVIDADE


LÁ NO GRUPO DO FACE - REDUÇÃO DE ESTOMAGO  André Schleich Cirurgia Obesidade 


 Marcio Leal





LANÇAMENTO EXCLUSIVO GRUPO REDUÇÃO DE ESTÔMAGO!!!


SOFTWARE DE CÁLCULO DA EVOLUÇÃO DE PERDA DE PESO


Apresenta os  índices de Excesso de Peso Inicial, IMC na data da operação, Excesso de Peso Eliminado, IMC Atual e Cronograma de evolução prevista para perda de peso a contar da data da operação.
...
Com créditos de Criação para Márcio Leal e colaboração de André Schleich, esTe é mais um lançamento exclusivo do INCOMPARÁVEL, INCONFUNDÍVEL, INIGUALAVÉL e VERDADEIRO: GRUPO REDUÇÃO DE ESTÔMAGO!!!
 




http://dl.dropbox.com/u/20105045/index.html BEM FÁCIL




um exemplo


Peso inicial (Kg): 115
Peso atual (Kg): 70
Altura (m): 1.64

Excesso Inicial (Kg): 47.76
IMC Inicial (Kg/m2): 42.76
Excesso de peso eliminado (%): 94.22 %
IMC Atual (Kg/m2): 26.03

Cronograma de evolução prevista
1º mês (15-20%): 107.84 - 105.45
2º mês (25-30%): 103.06 - 100.67
3º mês (30-40%): 100.67 - 95.90
6º mês (45-55%): 93.51 - 88.73
9º mês (55-65%): 88.73 - 83.96
12º-18º mês (65-85%): 83.96 - 74.40



Tabelas

Peguei esse texto em outro grupo que participo e achei legal por isso estou postando aqui.

COMO CALCULAR A PERDA DE PESO

Muitas pessoas tecem comparações na fase pós cirurgica, acerca
da redução de peso, geralmente traçando comparativos entre pacientes
diferentes, que operaram com pesos diferentes, possuem alturas
diferentes, com organismos diferentes. Isso está
absolutamente equivocado.

E isso porque, o que delimita o sucesso
do tratamento, não é o peso que o paciente eliminou em si, mas sim o
percentual sobre o EXCESSO DE PESO que a pessoa reduziu,
proporcionalmente as condições de peso iniciais e altura de cada
paciente.

Logo após a realização do procedimento, a previsão para o primeiro mês
pós-cirurgia, é de uma redução em torno de 15-20% do EXCESSO de peso que
o paciente possuia antes da operação. Ou seja, se o peso ideal que o
paciente deveria ter é de 60kg e ele operou pesando 100Kg, havia 40Kg de
excesso. Logo, a redução esperada é de algo em torno de 8Kg. Já para um
paciente que deveria pesar os mesmos 60Kg, mas operou pesando 150kg,
essa perda perda poderia se elevar para até 30Kg. E ainda assim, essa
expectativa pode variar de acordo com o metabolismo de cada paciente.
Não se pode esperar portanto, que um paciente que opere pesando 100Kg,
elimine o mesmo percentual que um paciente que operou pesando
150Kg. Dito isso, deve-se considerar ainda que essa redução do excesso
de peso deve acontecer ao longo de 1 a 2 anos a contar da realização
cirurgia e que essa perda envolve uma série de peculiaridades, que vão
desde o metabolismo, até o comprometimento individual de cada paciente.

Para aprender a calcular a redução do EXCESSO DE PESO, seguem as dicas da Dra. Jacqueline Rizolli:

"O peso considerado "normal" é o de pessoas que possuem IMC = 25kg/m²,
ou seja, esse é o máximo de peso que uma pessoa deve registrar, para
estar considerada dentro dos padrões normais de distribuição corporal.
Tudo que estiver acima disso é considerado Excesso de Peso (EP).

Para se calcular o peso normal de uma pessoa multiplicamos a altura² (ou altura x altura) x 25.

Exemplo: 1,65 x 1,65 x 25 = 68Kg (peso normal)

Exemplo:

Peso inicial: 130kg, altura: 1,65m, IMC: 47,7kg/m²

Peso “normal”: 68kg (o cálculo foi 1,65 x 1,65 x 25)

Excesso de peso: 62kg (o cálculo foi 130Kg - 68kg)

Previsão de redução de peso no 1º ano Pós-operatório:

1ºmês (15-20%): 121- 118kg

2º mês (25-30%): 114,5-111,5Kg

3º mês (30-40%): 111,5-105kg

6º mês (45-55%): 102-96kg

9º mês (55-65%): 96-90kg

12-18º mês (65-85%): 90-78kg

A partir daí o peso tende a estabilizar, claro que muitos pacientes
reduzem mais do que isso, mas o resultado cirurgico está dentro desta
média. Espero ter sido clara, qualquer dúvida me avisem!! Boa sorte com
suas calculadoras!!"

Créditos: Dra. Jacqueline Rizolli

Por fim, gostaria apenas de considerar que o cálculo apresentado acima
serve como parâmetro durante praticamente todo tratamento, mas deve ser
observado de forma relativa para quem já está nos estágios mais
avançados, de final de emagrecimento. E isso porque, nestes casos, o
cálculo de IMC pode já não ser o mais adequado ou de ordem absoluta, a
fim verificar a distribuição corporea adequada do paciente. Para isso,
existem equipamentos de alta precisão, chamados de bioimpedância
corporal (
http://www.drgeo.com/wp-content/uploads/2010/07/inbody1.jpg ), os
quais fazem uma avaliação mais precisa da distribuição corporal da
pessoa, tal como de estrutura óssea, massa muscular e composição líquida
do paciente. E neste ponto, se o percentual de gordura ideal for
atingido, o paciente não pode e nem deve forçar a perda de peso, sob
pena partir para um prejuízo de perda de massa muscular, desenvolver
outras doenças e até colocar em risco as suas condições de saúde.

Abraços:

André Schleich
andre.rs@direito.com.br

Paciente - COM PUCRS

Deve-se fazer a regra de 3 para descobrir a porcentagem.

Exemplo:Excesso na operação: 45,5kg
Peso eliminado: 16,4Kg
Regra de 3:
45,5---100
16,4--- X
16,4 x 100 = 1640 / 45,5 = 36,04%
Eliminou 36% do excesso de peso.



EUZINHA
1,64 x 1,64 x 25 = 67,24 meu peso ideal
115-67,00 = 48 excesso de peso


ESSA TABELA MOSTRA A EVOLUÇÃO DE CADA MÊS


1º mês                      115
9% - %mínimo          10,5    
10% - %médio          11,5
12% - %máximo       13,8

...
3º mês
15% - %mínimo        17,25

18% - %médio          20,7
20% - %máximo        23,0


6º mês
25% - %mínimo        28,75
27% - %médio          31,o5
29% - %máximo        33,35

12º mês
30% - %mínimo          34,5
eu ficaria c 80,5 kg   isso é 70% do excesso

35% - %médio           40,25
eu ficaria c 74,75 kg isso é 82% do excesso

40% - %máximo        46, 00
eu  ficaria c 69,0 kg  isso é 95% do excesso


EM 2013 EU CONTO SE DERAM CERTO AS TABELA

pra mim pular de 115 kg para72 kg já estou muito feliz, de solteira eu pesava 63kg, usava calça 42
Sair do XG nº52 e entrar no M nº 44 será MARAVILHOSO

 

2012 - O ano do Dragão - Eu Eu Eu


http://sustenidosresistentes.wordpress.com/2012/01/09/2012-o-ano-do-dragao/

Segundo os estudiosos no assunto, 2012 é o ano do Dragão, um ano “auspicioso”, um ano em que teremos energia para grandes realizações. Um ano pra se colocar em prática aquilo tudo que desejamos há tempos e nunca conseguimos concretizar. Mas eles dizem também que será preciso focar muito, ter metas, planejamentos. Ou seja, aquilo tudo que já estamos cansados de saber e mesmo assim não fazemos!!!
No entanto, é interessante pensar num ano que está começando como um ano que promete mudanças, realizações, grandes acontecimentos.

Entrevista c Dr Almino na Record

http://entretenimento.r7.com/videos/conheca-tecnicas-e-metodos-para-emagrecer/idmedia/4e921189b51a2b2ce2007af6.html

17 dúvidas sobre redução de estômago respondidas por médicos




1 – A cirurgia bariátrica é reversível?
Apenas a gastrectomia vertical (em que um pedaço do estomago retirado) e o duodenal switch, onde uma das etapas da cirurgia é a gastrectomia vertical, não são reversíveis. As demais técnicas podem ser revertidas. No entanto, a reversão é extremamente complicada, oferece mais riscos do que a cirurgia em si e realmente só é feita em casos extremos, como em pacientes com câncer ou com aids. Se o paciente está com peso normal estável e as doenças estão controladas não há razão para desfazer o procedimento.


2 – Vou poder comer como antes, mas sem engordar?
Não. Nenhum procedimento faz milagre. As cirurgias prescindem de reeducação e manutenção alimentar e física para que os resultados sejam efetivos. O paciente precisar ter em mente que a cirurgia é apenas o início de uma mudança de vida, que inclui comer corretamente, de forma mais saudável, incluindo no cardápio frutas, verduras, legumes, carnes, pães integrais, sucos. O paciente poderá comer de forma mais comedida e com mais frequência, de 3 em 3 horas, deixando as guloseimas para ocasiões especiais.


3 – Como ter certeza de que a técnica é regulamentada?
No Brasil existem hoje quatro técnicas regulamentadas pela Resolução nº 1.942/2010 do Conselho Federal de Medicina (CFM), que estabelece normas seguras para o tratamento cirúrgico da obesidade mórbida, definindo indicações, procedimentos e equipe. Os demais procedimentos e técnicas cirúrgicas para o controle da obesidade não apresentam indicação atual de utilização ou ainda estão em fase de estudos.


4 – Qual o perigo de me submeter a técnicas não regulamentadas?
Profissionais que praticam técnicas não aprovadas pelo CFM estão atuando fora da legislação brasileira e expondo seus pacientes a riscos desnecessários de complicações e morte. Para uma técnica ser aceita, ela precisa ser comprovada por anos de pesquisa clínica e ter perfis de segurança e eficácia aceitáveis, passando pelo crivo dos órgãos regulatórios de saúde de cada país. Prometer soluções mágicas do tipo “coma tudo o que quiser e não engorde” é, no mínimo, mentiroso e antiético.


5 – Quais as chances de ganho de peso posterior? Em quanto tempo isso é observado?
Até dois anos após a cirurgia, o paciente ainda está perdendo peso. A partir do momento que esse processo se estabiliza, é possível haver algum ganho, caso o paciente “baixe a guarda” e não se esforce para manter o peso. Esforço significa manter uma dieta balanceada e atividades físicas, o que é recomendado para os operados ou não. A cirurgia é apenas o primeiro passo rumo a uma nova vida e é preciso abandonar antigos costumes nocivos e adotar uma forma de vida mais saudável, que inclui dieta equilibrada e a prática de exercícios.
O principal fator para ganho de peso posterior é a não adesão ao tratamento, que não se resume apenas às cirurgias bariátricas. O tratamento deve ser multidisciplinar, ou seja, com médico, nutricionista, psicólogo e educador físico, já que o paciente deverá a aprender a viver de uma maneira diferente.


6 – Como escolher um bom cirurgião bariátrico?
Ao tomar a decisão, procure profissionais habilitados com experiência comprovada na área, evitando aqueles que prometem soluções milagrosas ou que pratiquem técnicas não aprovadas pelo CFM. No site da SBCBM consta a relação de todos os cirurgiões associados, que, obrigatoriamente, passam por programas de atualização e revisão científica.


7 – A mulher que passa por uma cirurgia de estômago pode engravidar? Ela deve ter algum cuidado extra nesse período?
Recomenda-se que a mulher aguarde 18 meses depois da cirurgia para engravidar, assim o organismo estará mais adaptado. É importante ter um acompanhamento médico e nutricional durante toda a gravidez, para evitar a carência de vitaminas essenciais para o bebê. Se for o caso, o médico pode indicar uma suplementação oral ou injetável. O pré-natal deve ser acompanhado pelo nutricionista, cirurgião e obstetra.


8 – O paciente que vai se submeter à cirurgia deve parar de fumar e de beber? Por quanto tempo? Quanto tempo depois da cirurgia ele pode voltar a fumar e ingerir bebidas alcoólicas?
Quem faz uso destas substâncias têm um risco maior para complicações em qualquer procedimento. Portanto, o ideal é que pare de fumar e de beber. Além de todos os riscos, a nicotina prejudica a cicatrização da pele, o que pode levar à infecção. As bebidas alcoólicas são agressores das mucosas do estômago e do intestino e reduzem a absorção de alguns nutrientes, por isso devem ser evitadas, sobretudo nos primeiros 6 meses, quando ocorre uma readaptação do trato gastrointestinal. O álcool é absorvido muito rapidamente após a cirurgia e cai na circulação sanguínea podendo levar à embriaguez mesmo com pequenas quantidades.


9 – O que é o dumping? Todo operado tem?
Todo operado está sujeito a ter a síndrome de dumping. O consumo de alimentos calóricos doces (pudins, sorvetes, milk-shake, leite condensado, sucos com açúcar, refrigerantes) e gordurosos pode causá-la. O Dumping acontece quando, depois de beber ou comer, o paciente apresenta taquicardia, sudorese, tontura, queda da pressão arterial e diarreia. Qualquer combinação destes sintomas pode ocorrer em intensidades variadas, dependendo do que a pessoa comeu. Alimentos ricos em açúcares e gorduras, em excesso, não devem fazer parte do cardápio de ninguém, operado ou não.


10 – Alguns pacientes operados relatam queda de cabelo intensa e unhas quebradiças, entre outros sintomas. Porque eles ocorrem?
Queda de cabelo e unhas quebradiças são sintomas comuns durante qualquer processo de emagrecimento, seja por cirurgia, dieta ou em decorrência de doenças que "consomem" a pessoa (como o câncer, por exemplo). No caso do paciente bariátrico, esses sintomas não devem persistir por mais de quatro meses.
Se não houver acompanhamento com a equipe multidisciplinar, o paciente pode apresentar déficit de vitaminas e proteínas, o que pode levar a estes sintomas. Nesses casos, é preciso rever a alimentação com o nutricionista e, se necessário, iniciar suplementação vitamínica oral ou injetável.


11 – Quais as possíveis complicações durante e após a cirurgia?
Os riscos são os mesmos de outras cirurgias abdominais, por isso a bariátrica deve ser feita em um hospital com estrutura adequada. Nas cirurgias disabsortivas é comum haver falta de nutrientes devido à baixa ingestão de alimentos e é necessária a suplementação vitamínica. Mais raramente, a cirurgia bariátrica pode gerar complicações como infecção, tromboembolismo (entupimento de vaso sanguíneo), deiscências (separações) de suturas, fístulas (desprendimento do grampo), obstrução intestinal, hérnia no local do corte, abscessos (infecções internas) e pneumonia.


12 – O efeito da pílula anticoncepcional após a cirurgia pode ser reduzido?
Nas cirurgias restritivas não há problemas, mas nas cirurgias que privilegiam a mal-absorção, pode ser que a pílula anticoncepcional tenha eficácia reduzida. Em muitos casos, recomenda-se a utilização de dois métodos anticoncepcionais concomitantamente, mas essa é uma avaliação que deve ser feita caso a caso pelo ginecologista.


13 – É necessário fazer complementação de vitaminas? Por quanto tempo?
O paciente submetido a cirurgia bariátrica deverá ser acompanhado por uma equipe multidisciplinar por toda a vida. Ele deverá realizar exames sempre e a reposição poderá ou não ser realizada. No entanto, se o paciente conseguir manter uma alimentação adequada, rica em carnes magras, verduras, legumes, frutas e massas integrais, a suplementação vitamínica não é necessária.
Contudo, com o estilo de vida moderno, nem sempre isso é possível, então os suplementos vitamínicos entram como aliados para combater os sinais da falta de nutrientes (fraqueza, queda de cabelo, unhas quebradiças, dor de cabeça). Em alguns casos, a suplementação pode ser para a vida toda.


14 – Depois da operação, terei que fazer exercícios físicos?
Sim, sempre. Os exercícios físicos fazem parte do tratamento da obesidade, independente da técnica utilizada. Os benefícios do exercício são ainda maiores para os operados: aceleração do processo de emagrecimento, ganho de massa magra (músculo), redução da flacidez, melhora do condicionamento físico, melhora do desempenho cardiorrespiratório, fortalecimento dos ossos e ganho de disposição.


16 - Alguma técnica permite comer mais do que outra?
Em todos os procedimentos, o paciente deve se habituar a comer pequenas quantidades, várias vezes ao dia. As cirurgias disabsortivas, como o Scopinaro e o Duodenal Switch, permitem que o paciente tenha uma capacidade maior de alimentação. Em contrapartida apresentam efeitos colaterais sérios como o aumento da frequência evacuatória e a urgência evacuatória.


17 - Quanto tempo dura o processo de emagrecimento? Há risco de emagrecer demais?
Perde-se peso mais rapidamente no primeiro e no segundo ano após a cirurgia, mas a velocidade do emagrecimento vai diminuindo até estacionar, geralmente por volta do segundo ano. Todo ser humano tem um peso ideal em torno do qual o corpo tende a se estabilizar, ainda que pequenas variações para mais ou para menos sejam comuns ao longo dos anos.




http://saude.ig.com.br/minhasaude/17-duvidas-sobre-reducao-de-estomago-respondidas-por-medicos/n1597191764400.html

Ansiosa

casamento da minha cunhada em 2010


Esse fim de semana bateu uma euforia, é como se o medo q eu sentia sumisse, sei lá...
Queria q chegasse logo o dia da cirurgia, uma sensação boa de q nada d ruim irá acontecer (tomara Deus). Vou amanhã na minha gastro levar os laudos.
Estou ansiosa, animada, quero passar logo pela outra etapa.
No sábado fomos ao Shopping Tamboré, e acabei comprando tres pijaminhas p mim, lindo mas caro só p variar.
A noite fomos no Shopping Iguatemi Alphaville p assistir Alvin os esquilos 3, bonitinho o filme, depois comemos um sushi e a filhota um macarrãozinho no Spoletto.
Chegamos em casa era quase 23:00, dei de cara c um caminhão da eletropaulo arrumando o poste, (só faltava essa), olhei p o condomínio... ele todinho apagado. ( eu moro no 10º andar) ai q desânimo.
Masssss a torcidas foi tão grande p q arrumasse logo. Foi só pensar q a luz voltou hehehe, escapei subimos de elevador :D
A correria agora é c o casório do meu irmão, dia 21, meu vestido está quase pronto. Gostei de um e fui na loja provar lá Bela Cintra, achei meio caro pq vou operar e perder esse vestido R$2200,00, achei a imagem dele e levei p costureira, é claro q não ficou igual, mas está parecido, até mesmo pq o tecido é diferente e mais escuro, e é claro q não seria uma cópia, está parecido. Como não ficou pronto não dá p saber se gostei do resultado, o preço pelo menos foi melhor R$ 700,00 (ai meu bolso) rsrs



sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Dumping

http://gastroplastia.net/dumping.html



Explicação Resumida
É a passagem rápida do conteúdo gástrico, ou seja, dos alimentos presentes no estômago, para o intestino, principalmente dos alimentos ricos em açúcar. Os sintomas comuns são náuseas, fraqueza, suor frio intenso, desmaios e diarréia após a alimentação. É necessário evitar os alimentos ricos em açúcar.

Explicação Detalhada
Informações básicas. O estômago serve de ponto de recepção e armazenamento do alimento ingerido. As funções primárias do estômago são atuar como reservatório, iniciar o processo de digestão e esvaziar seu conteúdo distalmente no duodeno de maneira controlada. A capacidade do estômago nos adultos é de aproximadamente 1,5 litros a 2 litros, e sua localização no abdômen permite considerável distensibilidade.

A síndrome de dumping pode ser separada em formas precoce e tardia, dependendo da ocorrência de sintomas em relação ao tempo decorrido depois de uma refeição. Ambas as formas ocorrem devido à oferta rápida de grandes quantidades de sólidos e líquidos osmoticamente ativos no duodeno. A síndrome de dumping é o resultado direto de alterações da função de armazenamento do estômago e/ou do mecanismo de esvaziamento pilórico.

Dumping precoce
Acredita-se que os sintomas da síndrome de dumping precoce (30 a 60 minutos após a refeição) decorram do esvaziamento gástrico acelerado de conteúdo hiperosmolar para o intestino delgado. Isto leva a desvios de líquido do compartimento intravascular para a luz do intestino, resultando em distensão rápida do intestino delgado e aumento da freqüência de contrações intestinais. Demonstrou-se que a instilação rápida de refeições líquidas no intestino delgado induz a síndrome de dumping em indivíduos saudáveis. A distensão intestinal pode ser responsável por sintomas GI como dor abdominal em cólica, distensão abdominal e diarréia. A contração do volume intravascular devido a desvios de líquidos osmóticos talvez seja responsável pelos sintomas vasomotores, como taquicardia e tonturas.

Esta hipótese tem sido questionada por várias razões. Em primeiro lugar, a intensidade do dumping não se relaciona confiavelmente ao volume de solução hipertônica ingerida. Em segundo lugar, a infusão intravenosa suficiente para impedir a queda de volume plasmático pós-prandial pode não abolir os sintomas do dumping.

Dumping tardio
Ocorre dumping tardio de 1 hora a 3 horas depois de uma refeição. A oferta rápida de uma refeição ao intestino delgado resulta em concentração inicial alta de carboidratos no intestino delgado proximal e rápida absorção da glicose.
Isso recebe oposição de uma resposta hiperinsulinêmica. Os altos níveis de insulina são responsáveis pela hipoglicemia subseqüente. 

Mudanças na necessidade de cirurgia gástrica eletiva têm levado a um declínio na freqüência de síndromes pós-gastrectomia. Ocorreu uma redução de 10 vezes nas cirurgias eletivas para úlcera péptica nos últimos 20 a 30 anos. Embora esta tendência precedesse o advento dos antagonistas dos receptores 2 da histamina, estes medicamentos e os inibidores da bomba de prótons têm acelerado o declínio.

Os sintomas sistêmicos de dumping precoce são:
a.. Vontade de se deitar
b.. Palpitações
c.. Cansaço
d.. Iminência de desmaio
e.. Síncope
f.. Diaforese
g.. Cefaléia
h.. Rubor

Os sintomas abdominais de dumping precoce são:
a.. Sensação de plenitude gástrica
b.. Diarréia
c.. Náuseas
d.. Cólicas abdominais
e.. Borborigmos

Dumping tardio:
a.. Perspiração
b.. Tremores
c.. Dificuldade de concentração
d.. Diminuição da consciência
e.. Fome

Conclusão

A síndrome de dumping é complicação pós-cirúrgica comum depois de cirurgia gástrica. Os sintomas de dumping produzem morbidade considerável.

Felizmente, as indicações para cirurgia gástrica estão declinando, embora a necessidade de cirurgia gástrica em casos de emergência não tenha mudado.

 É melhor evitar açúcares simples. Leite e derivados, em geral, não são tolerados e devem ser evitados.
Como a ingestão de carboidratos fica restrita, a ingestão de proteínas e de gordura deve ser aumentada para preencher as necessidades energéticas.

A maioria dos pacientes tem sintomas relativamente leves e responde bem às manipulações da dieta. Em alguns pacientes com hipotensão pós-prandial, o decúbito dorsal por 30 minutos depois das refeições pode adiar o esvaziamento gástrico e também aumentar o retorno venoso, assim minimizando as chances de síncope.

A suplementação de fibras na dieta tem comprovado efeito no tratamento de episódios hipoglicêmicos. Muitas terapias clínicas têm sido testadas, incluindo pectina, goma de aguar e glucomannan. Estas fibras da dieta formam géis com carboidratos, resultando em demora na absorção da glicose e prolongamento do tempo de trânsito intestinal.


http://www.exgordo.com.br/noticias/dumping.htm

Complicações



DURANTE A CIRURGIA OU NOS DIAS SEGUIDOS À MESMA


- Fístulas: Abertura dos grampos utilizados para separar o estômago e vazamento do líquido existente dentro do estômago (é por este motivo que se deve usar o dreno por um ...período de 7 a 15 dias; depende da decisão do médico). É uma das complicações mais graves que, se não for diagnosticada rapidamente, pode levar o paciente à morte. As fistulas podem ocorrer até o décimo dia após a operação. Depois disso não existe mais perigo. Essa complicação é corrigida com uma nova operação.

- Embolia Pulmonar: Desenvolvimento de coágulos nas veias dos membros inferiores, que ficam parados por muito tempo durante a cirurgia. Esses coágulos podem causar a morte se forem levados pela corrente sanguínea até o pulmão.

- Atelectasia: Colabamento de áreas do pulmão causada principalmente pela respiração pouco profunda.

- Infecções: De parede abdominal, dentro da cavidade abdominal, pulmões, pâncreas, esofagites, podem causar a dobra do intestino, devendo o paciente ser re-operado imediatamente.

- Seromas: Vazamento de líquido do pulmão para outras áreas do corpo.
Parada Respiratória
Parada Cardíaca
Retirada do baço em caso de sangramento
Complicações com a anestesia.

UM TEMPO APÓS A CIRURGIA

- Queda de cabelos: Leia sobre
- Mal estar, tonteiras, anemias, dores articulares...: Causadas pela falta de vitaminas, no caso das cirurgias de má-absorção. Isso se regulariza com o tempo e inj...erindo vitaminas como Centrum, Citoneurin, Rubranova, entre outras que serão receitadas pelo seu médico.
- Vômitos e diarréias
- Intolerância a certos alimentos.
- Síndrome de Dumping: Leia sobre.
- Hérnias
- Gases: Resolve-se com remédios.
- Dores no corte da cirurgia (em caso de ciurgia aberta): Passa em alguns dias. O médico recomenda analgésico.
- Dores na região do fígado: É causada pelo "afastador" (um material que suspende o fígado durante a cirurgia para que ele não atrapalhe na visão dos órgãos). Passa com o tempo.
- Estenose: Estreitamento do esôfago impedindo a passagem natural dos alimentos para o estômago. A comida retorna a boca através de ânsias de vômitos. É necessária a Endoscopia para fazer o alargamento deste canal.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Ultimo laudo

Hj peguei o ultimo laudo, do cirurgião vascular, meu exame está ok :D
Ele passou um creme manipulado e me ensinou uma massagem, fazer tres vezes ao dia, antes e depois da cirurgia, mandou tbm tomar um remédio por tres meses (para circulação, só p prevenir). Falou p eu perder uns 5 kilos p ajudar na cirurgia e comer salada e carne vermelha no almoço, e salada e frango na janta q ajudará na cicatrização
(isso antes da cirurgia é claro).
E clexane depois da cirurgia
Semana q vem levo tudo p gastro.
Vou conhecer a Dani http://asdesventurasdedanni.blogspot.com/ ela me indicou o doutora Cinara da clinica ProGastro, temos consulta  no mesmo dia.

Amigas de grampo q me fazem companhia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Translate

TABELA XAN

115 kg 03/02/2012 imc 42 manequim 52

110 kg 08/02/2012

105 kg 23/02/2012

102 kg 02/03/2012 imc 37

98 kg 19/03/2012 -17 kg em 45 dias

95 kg 15/04/2012 manequim 48

93 kg 02/05/2012 imc 34 obesidade grau I em 90 dias

91 kg 10/05/2012

91 kg 05/06/2012 platô sai de mim :(

89 kg 09/06/2012

87 kg 18/06/2012 imc 32

85 kg 02/07/2012 -30 kg faltam 10 kg p minha meta

84 kg 03/08/2012 (férias) - manequim 46

82 kg 08/08/2012 imc 30

81 kg 06/09/2012

10/09/2012 A CASA CAIU, GANHEI 1 KG NO FERIADO

13/09/2012 UFA JÁ PERDI ESSE QUILINHO

81 kg 03/10/2012 0 kg :(

80 kg 10/10/2012 - 35 kg

80 kg 05/11/2012 imc 29 sobre peso

79 kg 13/11/2012 dor de garganta

78 kg 14/11/2012

77 kg 30/12/2012

76 kg 04/02/2013

:( engordei 1 kg no Carnaval


75 kg MINHA META

73 kg META da gastro e 5 kg c a plástica = 68 kg


1º mês 13 kg - 2º mês 4 kg - 3º mês 5kg - 4º mês 2 kg - 5º mês 6 kg - 6º mês 1 kg - 7º mês 3 kg - 8º mês 0 kg - 9º mês 1 kg - 10º mês 2 kg - 11º mês 1 kg - 12º mês 1 kg